Últimas
sexta-feira, 20 de maio de 2016

Taxa de desemprego em Rondônia é menor que a média nacional, diz IBGE

Falta de qualificação é entrave para contratações', diz superintendente. 
Agronegócio, serviços e comércio ajudaram a manter índice equilibrado.

A taxa de desemprego em Rondônia é uma das menores na média nacional do primeiro trimestre de 2016 e chegou a taxa de 7,5%, segundo dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, divulgados na quinta-feira (19), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O estudo mostra que o desemprego subiu em todas as grandes regiões do país no primeiro trimestre deste ano em relação ao mesmo período de 2015. Em todos os locais, a taxa ficou 10,9%.
De acordo com o diretor geral do Sine em Rondônia, Augusto Celso Figueiredo, a taxa é relativamente boa, mas não é o ideal. Segundo ele, o estado que costumava apresentar taxas de desocupação abaixo de 5% pode apostar principalmente nos setores de agronegócio, serviços e comércio.
Sine de Santa Helena de Goiás faz 80 encaminhamentos de candidatos por dia, em Goiás (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)Taxa de desemprego do grupo que não possui
ensino médio completo chega a 14%
(Foto: Reprodução/TV Anhanguera)
"Já esperávamos esse aumento, mas o índice baixo demonstra que o estado tem força para manter o nível de desemprego aceitável", ponderou. Para os que se encaixam na situação de desemprego, Augusto recomenda a proatividade e qualificação.
"Mesmo que a pessoa esteja desempregada, buscar aperfeiçoamento pode ser o diferencial quando surgir uma vaga de emprego", declara o diretor. Para Augusto, a economia rondoniense continua crescendo e a quantidade de vagas no Sine atende a demanda.  
Segundo o Superintendente de Desenvolvimento do Estado, Basílio Leandro de Oliveira, o índice de desemprego em Rondônia apresentou alta de 5% para 7,5% porque também foi impactado pela crise na construção civil e no comércio varejista. Mas o impacto foi menor graças à produção agrícola e à agroindústria.
Qualificação necessária
Basílio também aponta a falta de qualificação como principal entrave para as contratações. "Temos demanda muito grande de trabalhadores qualificados. Atualmente temos empresários querendo contratar e trabalhadores querendo trabalhar, mas as vagas são para gente qualificada", diz o superintendente. Ele alega que a pasta vai investir na busca por recursos para fornecer mais qualificação, principalmente para o setor agroindustrial.
Os números apontam que a busca por aperfeiçoamento é válida. Ainda segundo o IBGE, o desemprego é maior para quem tem ensino médio incompleto em relação aos outros grupos; alcança 14%. Para quem tem ensino superior incompleto, o índice foi de 9,1%. O desemprego daqueles com nível superior completo, atingiu 4,6%.
Os números fazem parte da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, que substitui a tradicional Pnad anual e a Pesquisa Mensal de Emprego (PME). De acordo com o IBGE, a população desocupada cresceu 23% em relação ao trimestre anterior e 12,6% em relação aos três primeiros meses de 2014. Além de Rondônia, os estados com menor taxa de desemprego foram o Rio Grande do Sul (7,5%) e Santa Catarina (6%).
Fonte;G1.
  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Taxa de desemprego em Rondônia é menor que a média nacional, diz IBGE Rating: 5 Reviewed By: Radio PrincesaWeb