VEREADORES ASSINAM NOTA DE REPÚDIO CONTRA PRESIDENTE DA CÂMARA DE CACOAL


Na última sessão da Câmara Municipal de Cacoal, dia 30 de setembro, vereadores assinaram uma nota de repúdio contra o presidente da Câmara, Valdomiro Corá, que vem proferindo ataques públicos e perseguindo os procuradores concursados daquela Casa de Leis, advogados Abdiel Afonso Figueira e Tony Pablo de Castro Chaves.

Durante discurso o vereador Jabá leu a Nota de Repúdio, dizendo que os ataques e represálias do vereador “Corazinho” começaram a partir de ações judiciais dos procuradores Dr. Abdiel Figueira e Dr. Tony Pablo, contra atos ilegais do presidente da Câmara e em defesa do devido processo legislativo.

Ao que parece, o que mais tem incomodado o presidente da Casa de Leis e gerado as perseguições aos advogados públicos efetivos é a conquista de Decisões Judiciais que determinam a suspensão dos efeitos da Lei municipal que autoriza a prefeita municipal Glaucione Rodrigues a contrair empréstimo no valor de 5 milhões, na Caixa Econômica Federal.

A referida Lei, foi declarada “aprovada” pelo atual presidente da Câmara de Cacoal, em uma tumultuada Sessão Ordinária no dia 29 de abril de 2019, em que vereadores denunciaram violações ao regimento interno e manobras ilegais para sua aprovação.

Após cinco vereadores exigirem providências, os procuradores Abdiel e Tony Pablo ingressaram com processos judiciais contra o Presidente da Câmara “Corazinho” e a Prefeita, que deram origem aos processos 70047132520198220007 (2ª Vara Cível) e 0803557122019822000 (TJ-RO), onde foram proferidas decisões judiciais que impedem o empréstimo ou utilização do valor de 5 milhões, até decisão judicial final.

“O vereador Valdomiro Corá é cunhado da Prefeita Glaucione Neri, que por sua vez, mantém a irmã e esposa do Presidente da Câmara no cargo comissionado de secretaria do município. O atual Presidente “Corazinho” também foi preso e denunciado na “Operação Detalhes” por suposto envolvimento com organização criminosa responsável pelo maior escândalo de corrupção descoberto em Cacoal, este processo aguarda julgamento em primeira instância”
             
Nota de Repúdio
Fonte - www.oliberalderondonia.com.br


Postar um comentário

0 Comentários