CORONAFEST: Polícia interrompe festa com pessoas que descumpriram quarentena em Rondônia



Porto Velho, RO - A Secretaria Municipal de Saúde de Porto Velho (Semusa) confirmou nesta segunda-feira (13) que policiais e autoridades sanitárias precisaram interromper uma festa realizada em Porto Velho no sábado (11). Entre os convidados estavam pacientes que descumpriram a ordem de quarentena por contágio com o novo coronavírus.

Foram necessárias duas intervenções da polícia para acabar com a aglomeração, que só teria terminado no domingo (12). O Ministério Público Estadual (MP-RO) revelou que a Promotoria da Saúde apura o caso, mas não repassou mais informações, pois trata-se de dados "sigilosos de pacientes".

A Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) informou que também acompanha e investiga a realização da festa, que reuniu cerca de 30 pessoas. De acordo com a pasta, havia pessoas que testaram positivo para a doença, entre elas três diagnósticos de Ariquemes (RO), no Vale do Jamari, e um de Porto Velho.

A Sesau também confirmou que alguns participantes da festa fizeram exame para detecção do coronavírus Sars-Cov2.

Em nota, a secretaria disse que não foi possível fechar um novo informativo de casos atualizados nesta segunda, pois há necessidade de confirmação dos pacientes com suspeita de contágio que estiveram no evento particular.

"Os casos foram notificados na plataforma E-Sus VE pelo Cievs de Porto Velho, mas ainda aguardam o lançamento de confirmação oficial da diretoria da Vigilância em Saúde da capital. O boletim será divulgado assim que todos os casos desta segunda-feira (13) estejam confirmados, tanto em relação ao critério clínico epidemiológico como laboratorial", diz a pasta no texto.

A reunião investigada contraria as orientações da Organização Mundial da Saúde (OMS), pois ressalta que o isolamento social é a principal medida para conter a disseminação da doença.

Fonte O Observador.

Postar um comentário

0 Comentários