Homem é brutalmente executado a golpes de facão na zona rural de Alta Floresta D´Oeste

O homicídio aconteceu na Linha 152, por volta das 16h00, em um sítio, localizado na zona rural de Alta Floresta D´Oeste.



De acordo com a Polícia, a vítima foi identificada por Raimundo Guido Serra de 52 anos e era morador da Cidade de Rolim de Moura. 

Segundo consta no boletim de ocorrência, a vítima Raimundo Guido Serra conhecido como vulgo “Maranhão” estava no quintal de uma residência sentado embaixo de um pé de árvore utilizando um sinal de wi-fi, quando o autor do homicídio, já identificado pela polícia, chegou em um automóvel e começou a conversar com a vítima Raimundo onde ambos começaram um atrito verbal, logo após o autor do homicidio saiu e disse que iria resolver o problema, foi até seu veículo que estava estacionado próximo, se apossou de um facão e foi em direção a “Maranhão”, a vítima ainda tentou sair correndo em direção a um pasto porém foi alcançada a aproximadamente 100 metros do primeiro local, então o autor do homícídio começou a deferir inúmeros golpes contra o corpo de Raimundo que causaram diversas perfurações no peito, cabeça, costas e braços.

Após cometer o crime, o homicída foi até seu veículo, onde guardou o facão, e voltou novamente ao local onde estavam, e disse a uma testemunha que “Maranhão” havia lhe xingado de “Filho da Puta”, e este seria o motivo do crime, em seguida evadiu-se do local em seu veículo tomando rumo ignorado.

Raimundo Guido Serra não resistiu aos ferimentos e veio a óbito no local.

A Polícia Militar esteve na localidade juntamente com a Perícia a qual realizou os trabalhos de praxe e liberou o corpo da vítima para uma funerária.

A Guarnição de Rádio Patrulha, realizou diligências em diversos locais no intuito de localizar o homicida, o qual já foi qualificado pela Policia, porém não obtiveram êxito em localizá-lo.

A vítima era morador da cidade de Rolim de Moura e estaria em um sítio já há alguns dias trabalhando na colheita de café.


Fonte: www.190online.com

Postar um comentário

0 Comentários