Últimas

6/recent/ticker-posts

Estudo aponta que apenas 1,7% das operações policiais no Rio são eficazes

 

A UFF analisou mais de 11 mil ações da polícia do Rio de Janeiro, de 2007 até agora. No último dia 6, uma operação no Jacarezinho se tornou a mais letal da história da segurança pública do estado.




Na quinta-feira (6), 250 homens da Polícia Civil entram no Jacarezinho para cumprir 21 mandados de prisão. A investigação apurava o aliciamento de crianças e adolescentes para o tráfico de drogas.

O policial André Leonardo de Melo Frias, de 48 anos, morreu com um tiro na cabeça logo no começo da incursão na favela. Ao final da manhã, a polícia anunciava a morte de 25 pessoas - número que depois subiu para 28. Nunca uma única operação policial havia terminado com tantos mortos na história da segurança pública do Rio de Janeiro.

A morte do policial causou grande comoção entre os colegas e manifestações oficiais em defesa da operação. Ao mesmo tempo, surgiam indícios de violações e excessos durante a ação policial. O alto comissariado da ONU para os direitos humanos condenou o uso desproporcional da força. Mas como evitar que ações policiais se transformem em matança?

Um estudo da Universidade Federal Fluminense analisou mais de 11 mil ações da polícia do Rio de Janeiro de 2007 até agora. O resultado foi um desconcertante raio-x da ineficiência policial. O estudo definiu três critérios de eficiência: motivação bem definida, baixo número de mortos e feridos e grandes apreensões de armas, drogas, dinheiro e produtos do crime. A conclusão: apenas 1,7% de todas as operações analisadas foram consideradas eficazes.

No caso da operação do Jacarezinho, a polícia diz ter feito uma investigação que durou mais de dez meses. O saldo das apreensões incluiu seis fuzis, 15 pistolas e munição antiaérea.

O Fantástico ouviu relatos de moradores aterrorizados e conversou com analistas e entidades de direitos humanos. Para esses especialistas, os próprios policiais, como no caso de André Frias, acabam sendo vítimas de operações mal planejadas.

Fonte - Fantástico

Postar um comentário

0 Comentários