Últimas

6/recent/ticker-posts

FÓRUM DE ALTA FLORESTA DESTINA VEÍCULOS APREENDIDOS NA OPERAÇÃO FACES DA LIBERDADE PARA A POLÍCIA CIVIL DE RONDÔNIA



 A operação policial teve início no mês de agosto de 2020 e teve como alvo a prática de crimes de peculato,

falsificação de documento público, falsidade ideológica e associação criminosa. Conforme a polícia,

funcionários do Banco do Brasil se uniram a falsificadores para subtrair dinheiro depositado de pessoas

falecidas e lesar o patrimônio dos herdeiros.

A principal forma de atuação do grupo era através da falsificação de sentenças e outros documentos em

processos de inventário e partilha, e certidões e escrituras lavradas em cartórios extrajudiciais.

Os agentes identificaram a subtração em pelo menos três contas bancárias de pessoas falecidas, chegando

a um valor aproximado de R$ 9,5 milhões.

De acordo com a Polícia Civil, os investigados se dirigiam até à agência bancária com a documentação

falsa para fazer o saque e os empregados do banco, para dar cobertura à ação, deixavam de executar

procedimentos de segurança aceitando a documentação falsa em troca de propina. Os empregados foram

identificados como funcionários do Banco do Brasil.

O nome da operação é uma referência a uma obra literária publicada por Affonso Arino de Mello Franco, um

escritor, político, diplomata e escritor brasileiro que teve o espólio lesado no esquema.

O processo foi sentenciado no último dia 13 de agosto. Durante as investigações foram bloqueadas diversas

contas bancárias e apreendidos vários bens, dentre esses os véiculos que foram destinados à Polícia Civil

com a finalidade de apoiar as operações e investigações de combate a crimes.



Fonte:Assessoria Fórum Min. Aliomar Baleeiro

Postar um comentário

0 Comentários