Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

FOTOS: cerca de 12 milhões de filhotes de tartarugas são soltos no Rio Guaporé em RO

 Voluntários cuidam de pelo menos seis áreas de desova em cerca de 120 mil ninhos.

Mais de 12 milhões de filhotes de tartarugas foram soltos no Rio Guaporé em São Francisco do Guaporé (RO), no domingo (11). A soltura monitorada é considerada fundamental para a manutenção da espécie.

Voluntários do projeto Quelônios da Amazônia e da Associação Comunitária Ecológica do Vale do Guaporé (Ecovale) acompanharam a soltura na intenção de proteger e assegurar que os filhotes saíssem do "berçário" e chegassem às águas do rio.

Segundo a Ecovale, as tartarugas encontradas no Guaporé são a maior espécie de quelônio de água doce da América do Sul, podendo chegar a um metro de comprimento e pesar até 75 quilos.


Da areia ao rio

Os adultos aproveitam a faixa de areia nas margens do Rio Guaporé e cavam seus ninhos para a desova. Este ano ela aconteceu em outubro. Atualmente há pelo menos seis áreas de desova em cerca de 120 mil ninhos protegidas pelo projeto.

Depois da eclosão a equipe recolhe os filhotes dos ninhos e os leva para os "tanques-rede", onde ficam até perderem o odor característico, que atrai os predadores. Após esse período é realizada a soltura em áreas mais seguras.

A intenção do manejo, segundo os voluntários, é aumentar a taxa de sobrevivência dos quelônios, que nos primeiros dias de vida, são frágeis e não conseguem se proteger de outros animais e do próprio ser humano.

Fiscalização

A fiscalização na região é importante, desde a desova até a soltura, para evitar crimes ambientais e a prática de ações predatórias na fronteira Brasil-Bolívia.

Além dos voluntários dos projetos ambientais, a ação é feita em conjunto com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam) e Batalhão de Polícia Ambiental (BPA).


Por g1 RO

Postar um comentário

0 Comentários