Últimas

6/recent/ticker-posts

Termópilas: Envolvidos continuam tentando relaxamento de prisão e liberação de bens

A menos de uma semana do Natal, vários envolvidos no esquema de corrupção de desvio de dinheiro público na Assembleia Legislativa de Rondônia continuam recorrendo ao Pleno do Tribunal de Justiça tentando relaxamento de prisão e o desbloqueio de bens.
À exceção de um funcionário do Banco do Brasil e de uma servidora da Secretaria de Estado da Saúde (Carla Ribeiro Martins Mangabeira), além do deputado Valter Araújo (PT), todos os acusados continuam presos porque o desembargador Sansão Saldanha, relator do processo, vem negando sistematicamente todos os recursos impetrados.
Um dos acusados, o empresário José Miguel Morheb, pediu desbloqueio dos bens para pagamento de honorários advocatícios. A empresa Romar com o mesmo pedido para fins de pagamento para liquidação de dívidas trabalhistas e pagamento de funcionários. A empresa alega que corre o risco e paralisar suas atividades.
A tendência é que todos os envolvidos possam ser soltos até o dia 16 de janeiro, dia em que o Pleno do Tribunal de Justiça se reúne para julgar a admissibilidade da denúncia do Ministério Público. É a data em que os atuais membros da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa, inclusive Valter, retornem aos cargos.

Fonte: rondoniadinamica