Últimas
segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

Rondônia se destaca na produção de urucum


A agricultura familiar de Rondônia é conhecida pelas produções de leite, café e peixe. Mas um outro produto vem "roubando" a cena no estado: o urucum, corante natural mais famoso do planeta. E nessa área, o município de Cabixi, a 640 quilômetros da capital, Porto Velho, se destaca. Ele tem a segunda maior agroindústria do corante no Brasil, perdendo apenas para São Paulo.

Em Rondônia, este tipo de cultivo existe há mais de 20 anos. Da semente, é extraída uma substância chamada bixina, que é usada como corante nas indústrias alimentícias, farmacêuticas, têxteis, de cosméticos e de perfumarias. De acordo com a Empresa Estadual de Assistência Técnica e Extensão Rural de Rondônia (Emater), a produção de urucum é rentável. O quilo vale em média R$ 5,50.

O presidente da Emater Rondônia, Francisco Mendes Sá Coutinho, em entrevista ao programa Nossa Terra, da Rádio Nacional da Amazônia, explicou que o crescimento do urucum é rápido e a produção pode ultrapassar os dois mil quilos por hectare. “Dois anos já tem a produção, sendo bem conduzido, bem trabalhado, corrigir o solo, adubação... Ele vem com uma rapidez de um ano e meio a dois já tem a primeira produção. Ele bem trabalhado pode chegar até  a 2.500 kg/hectare”.

E o mercado para este colorante natural vem apresentado alta desde que a Organização Mundial de Saúde (OMS) propôs o uso limitado de corantes sintéticos, principalmente nos alimentos.

Também são destaques do Jornal da Amazônia 1ª Edição desta segunda-feira (26): Mais de 40 mil tartarugas nascem em refúgio no Rio Xingu, no Pará; Secretaria de Saúde do Amapá investiga casos de Doença de Chagas.

Fonte: Rádios EBC
  • Blogger Comments
  • Facebook Comments

0 comentários:

Postar um comentário

Item Reviewed: Rondônia se destaca na produção de urucum Rating: 5 Reviewed By: Radio PrincesaWeb