Jovem rolimourense morreu vítima de Chikungunya


Uma acadêmica do curso de Pedagogia, 20 anos de idade, moradora de Rolim de Moura (RO), teve a vida interrompida vítima de Chikungunya. De acordo com as informações das autoridades em saúde, a jovem começou a passar mal, o quadro se agravou, foi encaminhada para a capital do Estado de Rondônia em Porto Velho, não ocorreu evolução no quadro clínica e a paciente entrou em óbito. Para que outras pessoas não morram pela doença, são necessárias algumas ações que não dependem apenas do poder público, mas principalmente de cada cidadão.

A divisão de epidemiologia da secretaria municipal de saúde, esclareceu que não existe vacina ou medicamentos contra Chikungunya. Portanto, a única forma de prevenção é acabar com o mosquito, mantendo o domicílio sempre limpo, eliminando os possíveis criadouros. Roupas que minimizem a exposição da pele durante o dia, quando os mosquitos são mais ativos, proporcionam alguma proteção às picadas e podem ser adotadas principalmente durante surtos. Repelentes e inseticidas também podem ser usados, seguindo as instruções do rótulo. Mosquiteiros proporcionam boa proteção para aqueles que dormem durante o dia (por exemplo: bebês, pessoas acamadas e trabalhadores noturnos). Recentemente tivemos um caso confirmado de Chikungunya em Rolim de Moura sendo que a paciente foi a óbito.

Sintomas da Doença: A febre Chikungunya é uma doença viral transmitida pelos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus. No Brasil, a circulação do vírus foi identificada pela primeira vez em 2014.Os principais sintomas são febre alta de início rápido, dores intensas nas articulações dos pés e mãos, além de dedos, tornozelos e pulsos. Pode ocorrer ainda dor de cabeça, dores nos músculos e manchas vermelhas na pele. A transmissão do vírus Chikungunya (CHIKV) é feita através da picada de insetos-vetores do gênero Aedes, que em cidades é principalmente pelo Aedes aegypti e em ambientes rurais ou selvagens pode ser por Aedes albopictus.

O alerta das autoridades em saúde é pedir a população eliminar ao máximo, os criadores do mosquito, quintais limpos e qualquer sintoma, procurar imediatamente socorro médico na unidade básica de saúde.

Fonte: Inforondonia

Postar um comentário

0 Comentários