Governo confirma primeira morte por coronavírus em Rondônia

Idosa de 66 anos morreu no Cemetron em Porto Velho no fim de semana. Morte foi confirmada pela Sesau nesta segunda-feira (30).


A Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) confirmou nesta segunda-feira (30) a primeira morte por coronavírus em Rondônia. A paciente era uma idosa de 66 anos que estava internada no Centro de Medicina Tropical (Cemetron) em Porto Velho.

A senhora deu entrada no hospital na noite do sábado (28) com sintomas como tosse e febre, e morreu na madrugada de domingo (29) por complicação no quadro respiratório.

O óbito foi atestado como Covid-19, hipertensão arterial sistêmica e diabetes mellitus, no entanto o resultado dos exames, que deu positivo para o novo coronavírus, só ficou pronto nesta segunda.

A diretoria do Cemetron explicou que a doença foi sinalizada no atestado de óbito para que fossem tomadas as devidas precauções, já que a paciente apresentava um caso suspeito.

PANDEMIA: veja quais países já registraram casos da doença
GUIA ILUSTRADO: sintomas, transmissão e prevenção
PERGUNTAS E RESPOSTAS: infectologistas respondem
BOATOS: O que é #FATO ou #FAKE sobre o coronavírus
GRUPOS VULNERÁVEIS: veja quais grupos têm mais complicações
Segundo a Sesau, a mulher não teve contato com outros pacientes e não viajou recentemente, mas foi colhido o material para o exame de coronavírus devido os sintomas gripais e a gravidade do quadro. Também foi informado que a Vigilância Sanitária está em contato com a família para orientar o isolamento.

Rondônia tem 8 casos de Covid-19 confirmados, sendo 6 em Porto Velho, 1 em Jaru e 1 em Ji-Paraná.

Casos confirmados em RO
Ji-Paraná: Paciente de 29 anos, que mora em São Paulo, e que esteve na cidade a trabalho;
Porto Velho: Pacientes de 35 anos e 45 anos. Ambos apresentaram sintomas depois de retornarem de viagens;
Porto Velho: Pacientes de 39 anos e 36 anos. Os dois são um casal de Porto Velho. O homem foi diagnosticado com a doença após voltar de São Paulo e a mulher apresentou sintomas depois que o marido retornou de viagem;
Porto Velho: Paciente de 31 anos. Ela não tem histórico de viagem para outro país com transmissão de Covid-19 nos últimos 15 dias.
Porto Velho: Paciente de 66 anos. Ela não tinha histórico de viagens e deu entrada no hospital com sintomas como tosse e febre. A senhora morreu no dia seguinte a internação.
Jaru: Paciente de 35 anos.
Falta de exames
O estado de Rondônia ficou dois dias sem a realização de exames para detectar Covid-19 em pacientes suspeitos. Segundo a Sesau, o motivo foi a falta dos kits, que deveriam ter sido entregues no início da semana, mas só chegaram no estado neste domingo (29) devido a "instabilidade no fluxo aéreo".

Com a chegada dos kits, os testes voltaram a ser realizados ainda no domingo.



Fonte G1/RO.

Postar um comentário

0 Comentários