Inquilinos matam casal de idosos, enterram corpos e são presos fugindo no carro das vítimas em RO

Duplo assassinato foi descoberto pela PRF, que fazia buscas pelo veículo das vítima no Cone Sul. Após ser preso, condutor mostrou onde tinha enterrado os corpos.
Fonte- G1/RO

Um homem e uma mulher foram presos, nesta terça-feira (7), suspeitos de terem matado e enterrado um casal de idosos no Cone Sul de Rondônia. Os suspeitos eram inquilinos dos idosos e foram presos quando tentavam fugir dirigindo o carro das vítimas.

O duplo assassinado foi descoberto pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), enquanto viaturas faziam uma operação de fiscalização com objetivo de encontrar o veículo do casal de idosos. O carro sumiu no domingo (5) em Colorado do Oeste (RO), mesmo dia em que as vítimas desapareceram.

Durante a operação da PRF, nesta terça-feira, foi abordado um carro da mesma cor e modelo na BR-364. No veículo viajavam três pessoas: um homem, uma mulher e uma criança.

Em consulta ao sistema, os policiais identificaram que o automóvel abordado estava em nome da idosa desaparecida em Colorado do Oeste. Na ocasião também foi constatado que a passageira adulta tinha um mandado de prisão em seu desfavor, por tráfico de drogas.

"Ao tentar explicar a origem do carro, o homem acabou confessando que havia assassinado o casal de idosos e, voluntariamente, conduziu os policiais rodoviários até o local onde os corpos das vítimas foram ocultados", diz a PRF.

Durante a tarde desta terça-feira foram feitas buscas (através de uma força-tarefa da PRF, Polícia Militar, Polícia Civil e Polícia Técnica Científica) e os corpos das vítimas foram encontrados enterrados perto de uma rodovia no município de Chupinguaia (RO).

Inquilinos
Segundo informações já levantadas pela polícia, os suspeitos presos pelo latrocínio eram inquilinos de um imóvel das vítimas, em Colorado do Oeste. Até semana passada eles residiam em uma pequena casa, aos fundos do imóvel do casal de idosos.

A motivação do crime ainda não foi informada pela polícia.

Depois de receberem voz de prisão por latrocínio (roubo seguido de morte), os suspeitos foram conduzidos à delegacia de Polícia Civil de Vilhena, que vai continuar investigando o caso. Já a criança encontrada no carro com os suspeitos foi entregue ao Conselho Tutelar.

Postar um comentário

0 Comentários