Últimas

6/recent/ticker-posts

Prefeitos e ex-deputado presos em esquema de propina são transferidos para Porto Velho

Ordem foi do relator do caso, desembargador Roosevelt Queiroz. Investigados saíram de Ji-Paraná por volta das 16h desta quinta-feira (1º) e passaram pelo IML.

Os quatro prefeitos e o ex-deputado de Rondônia presos por envolvimento em um suposto esquema de propina foram transferidos para a capital Porto Velho nesta quinta-feira (1º). Eles passaram por exame no Instituto Médico Legal (IML) e permanecerão presos no comando da Polícia Militar (PM).


A informação sobre o encaminhamento dos cinco investigados para Porto Velho foi confirmada pela assessoria da Polícia Federal (PF).


A ordem de transferência partiu do relator do caso, desembargador Roosevelt Queiroz. Os presos saíram do quartel da PM em Ji-Paraná com destino ao município por volta das 16h.


O ministro Joel Ilan Paciornik, do Superior Tribunal de Justiça (STJ), negou na última quarta-feira (30) o pedido de liminar do habeas corpus de dois prefeitos e do ex-deputado. Os habeas corpus negados são da prefeita Glaucione Rodrigues (de Cacoal), do prefeito Luiz Ademir Schock (de Rolim de Moura), e do ex-deputado Daniel Neri (marido de Glaucione).


A defesa dos três políticos chegou a pedir para que o STJ fizesse a substituição da prisão preventiva dos suspeitos para prisão domiciliar.


A decisão monocrática do ministro cabe recurso e o habeas corpus deve continuar tramitando no STJ até a decisão do colegiado da corte. O G1 tenta contato com a defesa.

Postar um comentário

0 Comentários