Últimas

6/recent/ticker-posts

Mãe pede ajuda para encontrar 2 filhos sequestrados pelo pai há 10 meses em RO: 'É uma dor que não passa'

Inquérito foi concluído e encaminhado aos ministérios públicos estadual e federal, segundo delegada. Investigações apontam que suspeito e crianças estão na Bolívia.



Por Rinaldo Moreira, G1 RO

Uma mulher de 23 anos está pedindo ajuda para encontrar os dois filhos pequenos depois que foram sequestrados pelo próprio pai dez meses após o caso. A delegada à frente do caso, Caritiana Cuellar, informou que o inquérito foi concluído e encaminhado aos ministérios públicos estadual e federal.


Conforme as investigações, o suspeito estaria na Bolívia com as crianças. A mãe, que passou o aniversário dela, dos filhos e o Dia das Mães longe deles, tem apenas um pedido ao Natal de 2020.


"Meus filhos de volta. É tudo que eu quero. É só ter meus filhos de volta! Eu não quero mais nada, não quero mais nada. Eu só quero ter meus filhos de volta. Poder acordar de manhã, ver eles ali, poder chegar do trabalho e ver eles ali. Ser mãe presente. Passou o aniversário dos dois e eu não estava com eles. Passou meu aniversário e eu não estava com eles. Passou o Dia das Mães.. eu não estava com eles. Não escutar aquele 'mamãe, eu te amo', de ver vídeos da gente brincando, de ver um vídeo de como eles ficavam felizes de um simples gesto, a inocência no olhar. Isso fere, isso machuca. Parece que tá matando por dentro, parece que está me destruindo dia após dia. É uma dor que não passa, que não cessa. É algo que não tem como explicar", declarou a mãe, aos prantos.

A história começou no dia 27 de dezembro do ano passado, quando o pai do casal de irmãos o buscou para passar as festas de fim de ano com os filhos.

 De acordo com Bruna, a data marcada para deixar as crianças era 6 de janeiro, mas o combinado não foi cumprido. Na época, a menina tinha 3 anos e o menino, 2. Bruna, então, procurou a polícia e registrou uma ocorrência por sequestro.


Bruna informou que foi orientada na quarta-feira (18) a permanecer em silêncio durante este período para não atrapalhar as investigações e que só fez a postagem pedindo informações depois que foi autorizada pela advogada.


Des meses após o início das investigações, Caritiana Cuellar informou que os casos seguiram ao MP-RO e MPF, já que os agentes concluíram que o pai e as crianças estão no país vizinho.


Postar um comentário

0 Comentários