Últimas

6/recent/ticker-posts

Em Alta Floresta, reunião define detalhes importantes do Festival do Tambaqui

O “Festival Nacional do Tambaqui da Amazônia” em 2021 está programado para acontecer no dia 19 de setembro em mais de 30 municípios de Rondônia, nas 26 capitais dos estados brasileiros e no Distrito Federal.



Segundo o planejamento, a expectativa é assar, apenas em Rondônia, mais de 15 mil bandas do pescado, totalizando aproximadamente 24 mil quilos de peixe.


Reuniões para tratar da realização do evento estão acontecendo nas cidades que apresentarão a edição do festival.


Nesta sexta-feira, dia 27 de agosto, várias autoridades se reuniram em Alta Floresta D’Oeste, na zona da mata, em Rondônia, para definir detalhes do festival.


A reunião aconteceu na sede da Secretaria Municipal de Agricultura e contou com a presença do gerente regional da Emater-RO na zona da mata, Alexandre Venturoso, os vereadores Jacy Oliveira (DEM), Jeremias (PTB) e Dalton Tupari (PTB), e ainda, o secretário municipal de Agricultura, Lenoir Serraglio, o gerente do escritório da Emater de Alta Floresta D’Oeste, Osmar Alcântara, o presidente da Apae de Alta Floresta, doutor Wallascley Nogueira Pimenta, o empreendedor Eliel Pereira, da agroindústria Serra Dourada Pescados, além de servidores da Emater, da Semagri e representantes da Igreja Adventista.


Todo o pescado do evento será de Rondônia, adquirido por meio de doações e processado em parceria com frigoríficos e agroindústrias.


As bandas dos pescados serão vendidas através de tickets. Os valores ainda serão definidos. Os recursos serão repassados a diversas entidades.



 Em Alta Floresta D’Oeste, 250 bandas de peixes serão vendidas pela Apae e 250 serão vendidas pela Igreja Adventista, por meio do grupo de Desbravadores. 70% do pescado já foi adquirido.

Uma nova reunião será realizada para definir os últimos detalhes do festival e a entrega dos tickets que serão comercializados para o evento. “Esta reunião foi muito produtiva. Conseguimos formar uma comissão para dar continuidade a organização do festival”, disse Alexandre Venturoso.

O evento acontece com apoio da Associação dos Criadores de Peixes de Rondônia (Acripar), da Superintendência Estadual de Desenvolvimento Econômico e Infraestrutura de Rondônia (Sedi), da Entidade Autárquica de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) e do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas em Rondônia (Sebrae).

Fonte: Leandro Pereira

Postar um comentário

0 Comentários