Últimas

6/recent/ticker-posts

Trabalhador braçal é morto com facada no olho e nas costas em Chupinguaia; Assassino disse que matou ao ser chamado de “filho de uma égua”

 


Um rapaz identificado apenas como “Rogério”, de idade não divulgada, foi assassinado a facadas na manhã desta segunda-feira, 23, numa fazenda a cerca de 35 km de Chupinguaia. Os dois trabalhavam como braçais em uma empreiteira que presta serviços na propriedade rural.


Segundo o dono da empreiteira, ouvido por telefone pelo FOLHA DO SUL ON LINE, a equipe ainda estava chegando, quando Rogério, um dos empregados, começou a gritar pedindo socorro.


Segundo o entrevistado, não houve discussão entre a vítima, que morava no distrito de Novo Plano, e seu assassino, residente em Chupinguaia, identificado até agora como “Zé Paulo”. O empreiteiro acredita que o ataque teria motivado por uma rixa antiga entre os dois.


Atingido com uma facada no olho e outra nas costas, Rogério chegou a ser socorrido, mas morreu quando a picape que o transportava estava chegando em Chupinguaia.



ATUALIZAÇÃO:


A Polícia de Chupinguaia prendeu hoje, pouco depois do crime, o homem que matou um colega de trabalho em uma fazenda na qual os dois trabalhavam. O crime aconteceu na manhã desta segunda-feira, 23 e teve como vítima o braçal identificado como “Rogério”, morador do distrito de Novo Plano.


Ao ser preso, o assassino José Paulo de Abreu confessou o crime e disse ter esfaqueado a vítima ao ser chamado de “filho de uma égua”. Zé Paulo disse também que Rogério “tirava sarro” da sua cara.


Um policial ouvido pelo site disse que o assassino confesso está sendo qualificado e será interrogado. Ele é usuário de drogas e já se envolveu em várias ocorrências policiais em Chupinguaia, onde mora.


A Polícia Técnica de Vilhena já foi mobilizada e ira investigar as circunstâncias do homicídio.



Fonte: folha do sul on line

Postar um comentário

0 Comentários