Últimas

6/recent/ticker-posts

De Rondônia para Glasgow: quem é a jovem indígena que discursou na COP26

 Txai Suruí, de 24 anos, contou aos líderes mundiais que seu amigo de infância foi morto por proteger a floresta e pediu ações imediatas pelo clima

Txai Suruí na COP26, em Glasgow, na Escócia
Foto: ONU News

A jovem indígena Txai Suruí, de 24 anos, saiu de Rondônia e chegou até Glasgow, na Escócia, para discursar diante de líderes mundiais na COP26, a 26ª Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas, nesta segunda-feira (1º).


Da mesma plenária onde discursaram o premiê britânico, Boris Johnson, o chefe da ONU, António Guterrres, entre outras autoridades mundiais, Txai pediu ações imediatas pelo clima. Ela abriu sua fala lembrando do pai, o cacique Almir Suruí.

“Meu nome é Txai Suruí, eu tenho só 24, mas meu povo vive há pelo menos 6 mil anos na floresta Amazônica. Meu pai, o grande cacique Almir Suruí, me ensinou que devemos ouvir as estrelas, a Lua, o vento, os animais e as árvores.”


Segundo ela, a Terra está dando sinais de que mudanças favoráveis ao clima são fundamentais. “A Terra está falando. Ela nos diz que não temos mais tempo. Precisamos tomar outro caminho com mudanças corajosas e globais. Não é 2030 ou 2050, é agora”, disse a jovem. Txai é estudante de Direito e fundou o Movimento da Juventude Indígena em Rondônia.


A ativista do povo Paiter Suruí revelou aos líderes mundiais que seu amigo, o líder indígena Ari Uru-Eu-Wau-Wau, foi morto em abril de 2020.

Fonte - CNNBRASL

Postar um comentário

0 Comentários