Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

COMISSÃO DE PRODUTORES DE LEITE REPUDIA DECISÃO DE ZERAR A TAXA DE IMPORTAÇÃO DE ALIMENTOS; ENTENDA

 Segundo a comissão, a decisão vai prejudicar os produtores de leite, principalmente os menores

A Comissão de Produtores de Leite do Estado de Rondônia divulgou uma nota de repúdio contra a decisão do Governo Federal de zerar a taxa de importação de seis alimentos da cesta básica e do etanol. Segundo a comissão, a decisão vai prejudicar os produtores de leite, principalmente os menores.


Leia na integra

“A Comissão de Produtores de Leite do Estado de Rondônia. Que faz parte da Base aliada da FPPL Frente Parlamentar de Apoio aos Produtores de Leite. Vem a público, repudiar a atitude da Câmara de gestão do ministério da Economia. Que no ímpeto de controlar a inflação. Está ZERANDO a alíquota de importação de alguns produtos da cesta básica Incluindo a margarina e o queijo.


Porém essa mesma câmara de gestão esqueceu de verificar junto ao MAPA como está a situação dos produtores de leite do País. Que hoje estão pagando para manter o rebanho leiteiro no pasto. ZERANDO a alíquota o Ministério da Economia terminará com a cadeia leiteira do país. Pois todas as vacas de leite irão para abate. E muitas pequenas propriedades rurais serão atendidas. Acontecendo o maior êxodo rural já se viu neste país.”


Governo Federal zera imposto de importação de seis alimentos e etanol

O Governo Federal reduziu a zero a taxa de importação de seis alimentos da cesta básica e do etanol. A medida foi aprovada em reunião extraordinária do Comitê-Executivo de Gestão (Gecex) da Câmara de Comércio Exterior (Camex), órgão vinculado ao Ministério da Economia, e busca reduzir os impactos da inflação.


Na lista de alimentos estão café torrado, margarina, queijo, macarrão, açúcar e óleo de soja. Segundo o Ministério da Economia, esses produtos tiveram alta nos preços acima da média da inflação do país. Até então, o Imposto de Importação era de 28% para o queijo, 14,4% para o açúcar, 14,4% para o macarrão, 10,8% para a margarina, 9% para o café, 9% para o óleo de soja e 18% para o etanol.


“Nós também estamos muito preocupados com o impacto da inflação sobre a população mais pobre, sobre a população em geral. Nós sabemos quanto isso pode corroer o poder de compras de todos”, ressaltou o secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Guaranys.


O corte no imposto do etanol vai impactar no preço da gasolina. Isso porque um percentual de 25% do etanol é adicionado na gasolina vendida nos postos de combustíveis de todo o país. “Com a redução a zero da tarifa de importação [do etanol], que hoje é de 18%, nós temos uma estimativa que isso poderia levar a uma redução do preço da gasolina”, disse o secretário de Comércio Exterior do Ministério da Economia, Lucas Ferraz.


O imposto  será zerado a partir desta quarta-feira (23/03), quando a medida for publicada no Diário Oficial da União, e vale até o final do ano.

Fonte - Radio Verdes Floresta - Diário da Amazônia

Postar um comentário

0 Comentários