Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

Rússia e Ucrânia farão 3ª rodada de negociação; veja o que foi acordado até agora

 


Países concordaram com a criação de corredores humanitários para a retirada de civis e a entrada de medicamentos nas áreas de conflito; há conversas para um "possível cessar-fogo" durante as evacuações.

As delegações da Rússia e Ucrânia terminaram o encontro desta quinta-feira (3) e concordaram com uma terceira rodada de negociações entre as duas nações em conflito, na próxima semana.


AO VIVO: Acompanhe as notícias sobre a guerra na Ucrânia

Um porta-voz da delegação ucraniana disse que "houve entendimento" entre as duas nações para a criação de corredores humanitários, entrada de provisões e a retirada de civis do país atacado pelos russos.


Os corredores humanitários são faixas que ficam sem confrontos temporariamente e de comum acordo entre as partes beligerantes, para permitir o trânsito de civis, sua saída da área de combate e a chegada de suprimentos como remédios e alimentos.

Imagens divulgadas pelas autoridades mostram os negociadores apertando as mãos na mesa de reunião. Essa é a 1ª vez que isso foi registrado.


O que foi acordado no 2º encontro entre Rússia e Ucrânia :

Criação de corredores humanitários para entrada de provisões e a retirada de civis;

Possível cessar-fogo na região do corredores humanitários

Terceira rodada de negociações entre as duas nações

O assessor presidencial da Ucrânia Mykhailo Podolyak disse que os dois lados preveem o possível cessar-fogo temporário para permitir a retirada de civis e a criação dos corredores humanitários para a saída da população civil.


“Quer dizer, não em todo lugar, mas apenas nos lugares em que os próprios corredores humanitários estiveram localizados, será possível cessar-fogo durante a evacuação”, disse.


Esse cessar-fogo temporário, entretanto, será costurado em uma terceira rodada de negociações entre os dois países, que já foi acordada, mas ainda não tem data oficial exata para acontecer, disseram os representantes das duas nações.


Eles também chegaram a um entendimento sobre a entrega de remédios e alimentos a locais onde as lutas mais ferozes estão acontecendo.

Fonte G1.com

Postar um comentário

0 Comentários