Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

Indígenas denunciam desmatamento e criação de gado na TI Uru-Eu-Wau-Wau em Rondônia

 De acordo com MPF, as invasões nas terras indígenas de Rondônia são constantes e incentivadas por governos. A TI possui mais de 1,8 mil hectares e se espalha por 12 municípios rondonienses.

Estradas clandestinas que levam a grandes áreas com rastros de desmatamento e utilizadas como pastagem para gado. Este foi o cenário que a reportagem da Rede Amazônica encontrou durante visita à Terra Indígena Uru-Eu-Wau-Wau, localizada em Rondônia (veja acima).


Segundo lideranças, ativistas e povos indígenas, os crimes ambientais não são recentes, mas estão aumentando nos últimos anos.


"Dentro da Terra Indígena, a criação de gado vem acontecendo há muito tempo, só que nos últimos anos ela se intensificou. Recentemente, entre 2020 e 2021, as invasões aumentaram muito", apontou Bitaté Uru-Eu-Wau-Wau.

"No começo de 2020 nós [estávamos] indo trabalhar, pescar e essas coisas, dentro do nosso próprio território, e encontramos um desmatamento de mais de 200 hectares dentro da Terra Indígena", relembra Bitaté.

Segundo a ativista e fundadora da Associação de Defesa Etnoambiental Kadindé, Ivaneide Bandeira, é necessária uma mudança urgente para frear os desmatamentos e invasões na TI Uru-Eu-Wau-Wau.


"A TI está invadida em seus limites e em seu interior. É impressionante você ver a quantidade de gado dentro da terra. Precisamos urgentemente que a fiscalização vá lá e tire esses invasores, tire esses madeireiros, prenda e responsabilize pelos danos ambientais que estão causando ao território indígena", disse.

Por Fábio Diniz, Rede Amazônica

Postar um comentário

0 Comentários