Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário apresenta Plano de Gestão à administração do TJRO

 Construído em conjunto com o Gabinete de Governança, o plano apresenta metas e ações em execução e a serem desenvolvidas


Magistrados(as) que compõem o Grupo de Monitoramento e Fiscalização do Sistema Carcerário e Medidas Socioeducativas de Rondônia (GMF/RO) participaram, nesta sexta-feira, de uma reunião para apresentação do Plano de Gestão à administração do Tribunal de Justiça de Rondônia. Desenvolvido em três etapas, em conjunto com o Gabinete de Governança, o Plano apresenta metas e ações a serem desenvolvidas de forma a estruturar e fortalecer a atuação do GMF no Estado. 

A reunião foi presidida pelo supervisor do GMF, desembargador José Jorge Ribeiro da Luz, e acompanhada pelos(as) magistrados(as) membros do grupo Juliana Paula da Costa, Marcelo Tramontini, Bruno Darwich, além do coordenador Sérgio William Domingues Teixeira, que participou de forma virtual como, também presente virtualmente, o juiz Alencar das Neves. A apresentação do plano, com descrição de todas as ações em execução e a serem desenvolvidas, foi feita pelo coordenador de projetos Felipe Pinheiro. Representando a administração, os juízes auxiliares da presidência Ilisir Bueno e Rinaldo Forti, secretário-geral do TJRO, elogiaram a iniciativa.

O plano foi desenvolvido em três etapas. Na primeira etapa foram ouvidos os demandantes, analisado o banco de informações e realizadas entrevistas com as partes interessadas para coleta de dados transversais. Assim, o principal resultado dessa etapa foi o mapeamento das atividades desenvolvidas pela equipe do GMF. 

A fase seguinte foi norteada pela organização e estruturação do plano, a partir das demandas e atividades mapeadas, a capacidade operacional do GMF e a consequente necessidade de reestruturação frente a ações, projetos, operações e demais iniciativas inerentes, além do encadeamento com o programa Fazendo Justiça e a circunstância de execução de todos esses encargos.

A última etapa foi concluída com a homologação, a divulgação e a apresentação do plano às partes interessadas de forma a elucidar que as operações constantes no plano de gestão estão em realização desde início do exercício e esclarecer que as novas iniciativas estão relacionadas a diretrizes do Conselho Nacional Justiça (CNJ).

Por Redação do Rolim Noticias

Postar um comentário

0 Comentários