Traficante Marcelo Piloto vai para Catanduvas, diz Justiça do RJ



A Justiça do RJ autorizou nesta segunda-feira (19) a ida do traficante Marcelo Piloto para o Presídio Federal de Catanduvas (PR). O brasileiro foi expulso pelo governo paraguaio no início da manhã. Autoridades do país vizinho decidiram pela transferência depois que o criminoso matou, a facadas, uma jovem - a fim de evitar o cumprimento da pena no Brasil, segundo o MP paraguaio.

A decisão que estabelece Catanduvas como destino de Piloto é do juiz Rafael Estrela Nóbrega, da Vara de Execuções Penais da Capital, que atendeu a pedido do secretário de Segurança do RJ, general Richard Nunes. O Departamento Penitenciário Nacional já tinha indicado a penitenciária paranaense. A autorização, em caráter liminar, fixa prazo inicial de 60 dias para a permanência no PR.

Piloto, de 43 anos, tem de cumprir pena de mais de 26 anos de prisão a que foi condenado por latrocínio e por roubo. No Brasil, além desta condenação, ele responde por outros crimes como homicídio, tráfico e associação para o tráfico.
Catanduvas fica a 200 km de Foz do Iguaçu, onde Piloto foi entregue por autoridades paraguaias a policiais federais no início da manhã.
Fonte G1


Postar um comentário

0 Comentários