Medidas para combater o coronavírus são reforçadas pelo governo de Rondônia





O isolamento familiar é uma conduta prevista pelo Ministério da Saúde e o governo do Estado de Rondônia vem tomando medidas de prevenção contra o coronavírus (Covid-19), estabelecendo no Decreto nº 24.887, de 20 de março de 2020 a proibição da permanência e trânsito de pessoas em áreas de lazer e convivência, pública ou privada, inclusive em condomínios e residenciais, templos de qualquer igreja, que envolvam aglomerações de cinco pessoas.

No último sábado (21), policiais militares estavam nas ruas de Porto Velho orientando aos lojistas o fechamento dos estabelecimentos, para evitar aglomerações de pessoas, conforme ficou estabelecido no Decreto a proibição do funcionamento de cinemas, teatros, bares, clubes, academias, banhos (balneários), boates, restaurantes, galerias de lojas e comércios, shopping centers, centros comerciais.

Durante esse período de quarentena os rondonienses precisam se ausentar de parques e locais turísticos para evitar aglomeração de pessoas.  “Estamos vivendo um período difícil em nossa história. A vida seguia de forma normal e, de repente, precisamos desacelerar e nos acostumar com uma nova rotina. É importante escutar nossas autoridades e cumprir a determinação. Ficar em casa é a melhor maneira de ajudar neste momento. É uma forma de pensar e agir pelo bem de todos”, explica a empreendedora Camila Vanessa Mendes da Silva.

Ficou determinado o funcionamento de açougues, panificadoras, supermercados, caixas eletrônicos, clínicas de atendimento na área da saúde, farmácias, consultórios veterinários, postos de combustíveis, atacadistas, distribuidoras, indústrias, oficinas mecânicas e autopeças.

Para o professor de educação física, Auricélio Serra da Silva, do Centro Estadual de Educação de Jovens e Adultos (Ceeja) Padre Moretti, as atividades físicas podem ser feitas em casa. “A melhor maneira de prevenção nesse momento é justamente as atividades físicas em casa, usando a criatividade, fazendo com que o dia fique prazeroso, assim exercitamos o corpo e a mente. Podemos utilizar bolas, cordas e bambolês e todos da família podem participar das atividades”, motivou o professor.

O Decreto orienta que seja respeitada à distância minima de dois metros entre as pessoas, exceto, quando houver necessidade para atendimento de saúde humanitária ou pessoas da mesma família.

Fonte
Texto: Elaine Barbosa
Fotos: Daiane Mendonça
Secom – Governo de Rondônia

Postar um comentário

0 Comentários