Ifro abre seleção de projetos de pesquisa e extensão para o enfrentamento do coronavírus

Serão selecionados 15 projetos de pesquisa ou extensão que objetivem soluções para a prevenção e enfrentamento da Covid-19.

O Instituto Federal de Rondônia (Ifro) publicou nesta quinta-feira (3) um edital para a seleção de projetos de pesquisa e extensão que proponham o enfrentamento da pandemia causada pelo vírus da Covid-19. Ao todo, serão contemplados 15 projetos de nível médio à pós-graduação.

Além de procurar soluções para a prevenção e enfrentamento do novo coronavírus, o Instituto pretende estimular a pesquisa científica e extensão tecnológica ao lado da comunidade, considerando a diversidade local e regional, buscando também enfrentar a desigualdade social do estado, estimulando a educação e fornecendo à sociedade soluções de baixo custo.

Segundo o edital, serão destinados R$ 186 mil para auxiliar financeiramente docentes e estudantes do Ifro nos projetos de pesquisa.

Confira o edital completo
Durante um período de quatro meses, será destinado um auxílio de até R$ 10 mil para as taxas de bancada. Já para os estudantes de nível médio, o valor da bolsa de pesquisa será de R$ 200. Aos estudantes de graduação e pós-graduação, o pagamento mensal da bolsa de estudo é de R$ 400.

De acordo com o Ifro, os projetos devem ser desenvolvidos por servidores e estudantes da instituição, com o envolvimento da população externa. Docentes e técnicos administrativos poderão exercer a função de coordenador, auxiliando dois estudantes por pesquisa.


A submissão dos projetos deverá ser feita pelo endereço eletrônico propesp@ifro.edu.br, sendo necessário identificar o título do e-mail como “EDITAL COVID-19 + nome do coordenador”.

Ao submeter propostas, os candidatos devem propor questões como:

Inovações para a organização dos serviços de saúde: desenvolvimento de tecnologias para a melhoria dos serviços de informação, acesso, acolhimento, assistência e gestão para o SUS.
Inovação em equipamentos e dispositivos para tratamento e diagnóstico: desenvolvimento de dispositivos e equipamentos voltados para a saúde que se destinem a prevenção, diagnóstico tratamento e recuperação.
Produção de fármacos, antissépticos, desinfetantes ou esterilizantes, visando atender às demandas do SUS e/ou comunidade.
Produção de equipamentos/materiais de proteção e prevenção, que visem atender as demandas do SUS e comunidade, como EPIs, luvas, máscaras, aventais, toucas, entre outros.
Enfrentamento das consequências e impactos sociais e econômicos decorrentes da pandemia.
Soluções de empreendedorismo e inovação tecnológica para o enfrentamento da pandemia.
Fonte - G1/RO.

Postar um comentário

0 Comentários