Sobe para 211 casos positivos de Covid-19 em São Miguel do Guaporé



Segundo dados da Secretaria Estadual de Saúde divulgados nesta terça-feira (02), subiu para 211 o número de casos positivos para coronavírus em São Miguel, um aumento de 14 casos em relação a ontem (01) quando eram registrados 197.

O município entrou em 'lockdown' (isolamento total) no dia 28 de maio. A previsão é para que dure 14 dias, podendo ser prorrogado ou não, dependendo do número de casos, óbitos e outros fatores que serão analisados pelas autoridades municipais. É o primeiro município do estado a tomar medidas mais duras para combater o avanço do coronavírus, que tem aumentado drasticamente na região. 

Neste período, apenas atividades consideradas essenciais podem permanecer abertas:

Açougues
Panificadoras
Supermercados
Lojas de produtos naturais (delivery) e feiras alimentícias ao ar livre
Serviços funerários
Hospitais, clínicas de saúde, laboratórios de análises clínicas e farmácias
Clínicas odontológicas nos casos de emergência em saúde bucal, apenas mediante agendamento
Clínicas veterinárias, no caso de urgência ou atendimento delivery
Postos de combustíveis
Oficinas mecânicas e autopeças
Serviços bancários e lotéricas (apenas para saques, depósitos e pagamentos)
Escritório de contabilidade, advocacia e cartórios (mediante agendamento)
Restaurantes e lanchonetes (delivery, drive-thru e take away)
Distribuidoras e comércios de insumos na área da saúde;
Óticas (delivery)
Hotéis e hospedarias
Segurança privada e de valores, transportes, logística e indústrias
O lockdown, inicialmente, deve ter duração de 14 dias, conforme o decreto da prefeitura. Tudo vai depender do número de casos, óbitos e outros fatores que serão analisados pelas autoridades municipais.

Frigorífico segue suspenso

Depois de dezenas de funcionários do JBS serem contaminados com o novo coronavírus, em São Miguel do Guaporé (RO), a Justiça do Trabalho de Rondônia determinou que a empresa teste seus funcionários. Por causa da infecção de funcionários, a unidade frigorífica de São Miguel do Guaporé está interditada desde 27 de maio.

E por decisão da Justiça do Trabalho de Ji-Paraná, o frigorífico de São Miguel oermanecerá interditado, tendo suas atividades produtivas suspensas, até que a JBS teste todos seus funcionários para Covid-19. A multa por descumprimento da media é de R$ 500 mil/dia.

Fonte  tribunatop

Postar um comentário

0 Comentários