Israel anuncia novo confinamento nacional devido ao coronavírus

Autoridades impuseram na semana passada um toque de recolher em cerca de 40 cidades israelenses, principalmente nas localidades árabes e ultraortodoxas, para conter a propagação do vírus, o que não impediu o aumento do número de casos

O premier de Israel, Benjamin Netanyahu, anunciou na noite desse domingo um novo confinamento nacional, de três semanas, para conter a segunda onda do coronavírus. "O governo decidiu hoje aplicar um confinamento estrito de três semanas, com a opção de prorrogar a medida", declarou o premier, cujo país se torna a primeira economia desenvolvida a tomar tal medida para conter uma segunda onda de infecções. Autoridades impuseram na semana passada um toque de recolher em cerca de 40 cidades israelenses, principalmente nas localidades árabes e ultraortodoxas, para conter a propagação do vírus, o que não impediu o aumento do número de casos. Às vésperas das festas judaicas, o país enfrentou nos últimos dias um debate entre partidários de um confinamento parcial e de um geral. O governo optou não apenas pelo confinamento geral, mas também estendeu a medida por três semanas, alcançando as festas judaicas, para tentar conter a propagação da doença em um período em que as famílias costumam se reunir em casa e nas sinagogas.

Fonte -correiobraziliense

Postar um comentário

0 Comentários