Virou moda Novos ataques de pedradas contra carros são registrados em Porto Velho; criança fica ferida

No fim de agosto, em outro ataque, uma estudante teve afundamento de crânio após ser atingida por uma pedrada lançada por um desconhecido.
Fonte - G1 RO

Dois novos ataques com pedras, lançadas contra carros nas ruas de Porto Velho, foram registrados entre segunda-feira (7) e esta terça-feira (8). Em um dos ataques, na BR-364, uma criança de 9 anos ficou ferida.

Conforme a Polícia Civil, na noite de segunda-feira um motorista de 29 anos relatou que transitava pela BR-364, nas proximidades da Avenida Jaturana, quando um morador de rua atirou uma pedra no vidro lateral do passageiro.

Duas sobrinhas menores e a irmã do condutor estavam no banco traseiro. Uma das crianças, de 9 anos, foi atingida por estilhaços e teve lesões no rosto. O motorista e a irmã não se feriram.

Ao G1, o homem contou que viu o agressor na beira da pista e em seguida foi surpreendido com a pedrada. A polícia foi chamada, localizou e conduziu o morador de rua à Central de Polícia.

O condutor, que preferiu não ser identificado, disse que teme que o homem seja solto e volte atacar outras pessoas pelas vias da cidade.

"Se a minha irmã estivesse no banco do passageiro na frente, poderia ter acontecido algo muito grave, como foi com a estudante. Foi por Deus de ela estar no banco de trás com as minhas sobrinhas. Eu espero que algo seja feito pra que isso pare", afirmou.


 O outro caso aconteceu na Avenida Jorge Teixeira e foi confirmado pela vítima ao G1. Ela não deu detalhes do ataque, mas informou que registraria um boletim de ocorrência nesta terça-feira.


Estudante de medicina ferida

No dia 28 de agosto de 2020, uma estudante de medicina foi atingida por uma pedrada quando dirigia na Avenida Jorge Teixeira, com Sete de Setembro. A jovem, de 21 anos, teve afundamento de crânio e precisou ficar vários dias hospitalizada.


No último dia 2 de setembro, a Polícia Civil prendeu um morador de rua, de 29 anos, suspeito de ser o autor do ataque contra a estudante. A investigação é de tentativa de homicídio.

Postar um comentário

0 Comentários