Últimas

6/recent/ticker-posts

Indígena do povo Canoé morre vítima da Covid-19 em RO

 Orowao Pandran era considerado uma jovem liderança do povo Canoé, da Terra Indígena Sagarana (RO). Levantamento da COIAB, com dados coletados até 25 de janeiro, aponta que Rondônia registrava 35 mortes por Covid-19 entre indígenas e 2.005 casos.



O indígena Orowao Pandran Canoé Oro Mon, morreu vítima da Covid-19 na quarta-feira (27) em Porto Velho. Ele seria um dos pacientes transferidos para tratamento em Curitiba (PR).


A Casa de Saúde Indígena informou que ele foi levado para a capital no dia 14 de janeiro, após o quadro clínico ter se agravado em decorrência da Covid-19. E essa seria a segunda vez que Orowao teria se infectado com a doença.


Segundo a Coordenação das Organizações Indígenas da Amazônia Brasileira (COIAB), Orowao apresentou um quadro de complicação renal, mas não havia disponível um aparelho de hemodiálise, agravando seu estado de saúde. Em nota a COIAB lamentou a perda.


"Pandran era um grande exemplo para o movimento indígena, principalmente para os jovens. Em sua trajetória acadêmica, sempre esteve atuante no movimento estudantil, apoiando a organização e luta dos estudantes, em especial dos indígenas. Estendemos nossos mais sinceros sentimentos a sua mãe Eva Canoé, seu pai Wenprawane, suas irmãs, seus familiares, amigos e todo povo Canoé", consta na nota.


O G1 entrou em contato com o Governo de Rondônia e Secretaria de Estado de Saúde (Sesau) e, até a última atualização desta reportagem, não obteve resposta sobre a falta de aparelho de hemodiálise para o indígena.

Orowao Pandran era considerado uma jovem liderança do povo Canoé, da Terra Indígena Sagarana (RO). Era formado em Gestão Ambiental e cursava mestrado em Letras na Universidade Federal de Rondônia (Unir).


Covid-19 entre indígenas

Segundo levantamento da COIAB, com dados coletados até 25 de janeiro, Rondônia registrava 35 mortes por Covid-19 entre indígenas e 2.005 casos. Em toda Amazônia legal brasileira, 141 povos indígenas já foram atingidos pela doença, somando 33.415 testes positivos e 752 falecimentos confirmados.

fONTE - G1/RO

Postar um comentário

0 Comentários