Últimas

6/recent/ticker-posts

Variante ômicron torna-se dominante em Portugal, um dos países mais vacinados do mundo

 Segundo a Direção Geral da Saúde, a variante já responde por mais de 60% dos casos em Portugal; já os índices de hospitalizações e mortalidade permanecem estáveis.

A variante ômicron tornou-se dominante em Portugal, que registou mais de 10.000 novos casos em 24 horas neste sábado (25) pelo terceiro dia consecutivo, de acordo com o último relatório da Direção Geral da Saúde (DGS).


“A variante ômicron já é dominante em Portugal”, com um número de casos estimado em 61,5% em 22 de dezembro”, informa um comunicado que especifica que a mortalidade e as hospitalizações em cuidados intensivos se mantêm “estáveis”.

País com uma das maiores taxas de cobertura vacinal do mundo, Portugal registou 10.016 novos casos em 24 horas e 10 mortes ligadas à Covid-19, de acordo com o último relatório das autoridades de saúde publicado neste sábado.

No dia anterior, o país havia registrado 12.943 novos contágios, o que era um recorde desde 29 de janeiro. Portugal experimentou uma onda de infecções no início de 2020 que sobrecarregou os serviços hospitalares.


Perante a nova variante, Portugal adotou um conjunto de novas medidas de combate à epidemia que incluem, principalmente, o home office obrigatório, a apresentação de um certificado de vacinação para assistir a um espetáculo ou evento desportivo, bem como o fechamento de bares e discotecas.


O governo já havia estabelecido outras restrições no início de dezembro para expandir o uso de máscaras, certificados de vacinação e testes de triagem.


Para diminuir o contágio após os encontros previstos para as comemorações de fim de ano, o governo anunciou no dia 25 de novembro que as férias escolares seriam estendidas e que o trabalho remoto seria obrigatório na primeira semana de janeiro.


Portugal também exige um teste negativo para os viajantes que chegam ao seu território, incluindo aqueles que estão vacinados.

Na França, mais de um milhão de testes foram realizados na véspera do Natal e 94 mil novos casos de Covid-19 foram detectados em apenas 24 horas. O país registra novos recordes devido à rápida propagação da variante ômicron.

Fonte - G1.

Postar um comentário

0 Comentários