Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

Audiência Pública pode por fim numa das maiores polêmicas dos últimos tempos na educação de Alta Floresta

 

O reordenamento do transporte escolar, que tem como objetivo melhorar o piso salarial para servidores e trazer economia para a educação municipal, no que tange no transporte escolar, novamente enfrenta resistência por parte da comunidade escolar, onde o problema novamente é logístico.

Pais e responsáveis das localidades como no setor castanheiras, travessões das linhas 45, 42/5, Curralzinho, travessão do Franquilino e da linha 160, não aceitaram que seus filhos, que hoje na grande maioria, que estão estudando em escolas da cidade, fossem todos transferidos para a escola José Basílio da Gama, (PROENC), na linha 42/5 km 19. 

A alegação desses pais e responsáveis é que esses alunos terão que andar muito mais longe para estudar, e esse não é o único problema, outra reclamação é a estrutura da escola que está muito danificada, em uma condição muito longe do ideal necessário para um grande número de alunos.

Para tentar por fim na polêmica, uma audiência pública está marcada nesta terça-feira (25), a partir das 09 horas da manhã com a presença de todos os interessados em buscar uma solução que possa por fim na questão. 

O Ministério da Educação não realiza já há alguns anos, repasse de recursos para escola com número reduzidos de alunos, medida que tem forçado o fechamento de escolas na zona rural em várias regiões do país. Nesse cenário, o estado de Rondônia também aparece com muitas escolas fechadas nos últimos cinco anos, uma realidade que Alta Floresta também já vem enfrentando, com fechamento de muitas escolinhas na zona rural.

Fonte - Redação Portal Princesa Web 

 
      

Postar um comentário

0 Comentários