Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

18 de maio é lembrado com ato na Praça Castelo Branco em Alta Floresta


O Dia Nacional de Combate a Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, foi lembrado com ato que foi realizado na manhã desta quarta-feira (18), na Praça Castelo Branco. A ação contou com a participação do Conselho Tutelar, junto com a Secretaria Municipal de Assistência Social (SEMTRAS), CRÁS (Centro de Referência em Assistência Social) e o CREAS (Centro de Referência Especializado em Assistência Social). 

Uma das Conselheiras do Conselho Tutelar de Alta Floresta, falou porque é importante denunciar em caso de suspeita, isso poderá salvar uma criança que esteja sendo vítima desse tipo de abuso. 

18 de maio é celebrado o Dia Nacional de Combate ao Abuso e Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, data determinada oficialmente pela Lei 9.970/2000, em memória à menina Araceli Crespo, de 08 anos de idade, que foi sequestrada, violentada e assassinada em 18 de maio de 1973. Portanto, o Comitê Nacional de Enfrentamento à Violência Sexual de Crianças e Adolescentes incentiva que em todo o Brasil sejam realizadas ações que visem alertar toda a sociedade sobre a necessidade da prevenção à violência sexual.

Diariamente crianças e adolescentes são expostos a diversas formas de violência nos diversos ambientes por eles frequentados. Dessa forma, a família, a sociedade e o poder público, devem ser envolvidos na discussão e nas atividades propostas em relação à prevenção ao abuso e exploração sexual, alertando principalmente que as vítimas, em sua grande maioria, não tem a percepção do que é o abuso sexual.

A violência sexual de crianças e adolescentes pode ocorrer em várias idades (incluindo bebês), e em todas as classes sociais, podendo ser de várias formas, como:

abuso sexual: a criança é utilizada por adulto, ou até um adolescente, para praticar algum ato de natureza sexual;

exploração sexual: usar crianças e adolescentes com propósito de troca ou de obter lucro financeiro ou de outra natureza em turismo sexual, tráfico, pornografia, ou também em rede de prostituição.

Assim que for identificada a violência sexual, antes mesmo de conversar com a vítima, é importante entrar em contato com profissional que possa colaborar e dar o encaminhamento correto de acordo com o caso, conforme a Lei nº. 13.431/2017.

Ressaltamos a importância do trabalho em rede, destacando os Centros de Referência Especializados de Assistência Social (CREAS), que são unidades públicas que funcionam como porta de entrada para o atendimento de pessoas em situação de risco social ou que tiveram seus direitos violados. Salientamos que principalmente não culpabilizem a criança ou o adolescente e que, identifiquem quaisquer elementos e situações de risco que possam haver.

Havendo alguma suspeita é possível fazer a denúncia por meio do canal Disque 100. A ligação é gratuita, funciona todos os dias da semana, por 24h, inclusive sábados, domingos e feriados. A denúncia pode ser feita também na Polícia Militar, pelo número 190, ou Polícia Rodoviária Federal, pelo 191. O sigilo é garantido, e as ligações podem ser feitas por aparelhos fixos ou móvel. Mais informações poderão ser obtidas no site www.facabonito.org.br.

Em Alta Floresta denuncias poderão ser feitas pelos número 9 9990-8483, pelo 190 da Policia Militar ou disque 100 dos Direitos Humanas e ainda pelo (61) 996566-5008.

                                                Video 










Fonte - Portal Princesa Web




Postar um comentário

0 Comentários