Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

Eleições 2022: os pré-candidatos ao governo de Rondônia

 Convenções que definem candidatos começaram no dia 20 de julho; primeiro turno será em 2 de outubro



A cadeira de governador de Rondônia passará por nova disputa no fim deste ano e, a partir de janeiro de 2023, terá um novo eleito – ou a permanência de Marcos Rocha, que caminha para ser um dos candidatos, pelo União Brasil.

O cenário ainda não está definido, e as negociações para formação de federações partidárias também podem mudar os nomes para o pleito estadual.


A Justiça Eleitoral determina que o período para os partidos realizarem convenções e decidirem seus candidatos começaram em 20 de julho. O pedido de registro da candidatura deve ser feito até 15 de agosto.

O primeiro turno está marcado para o dia 2 de outubro e o segundo turno, onde houver, em 30 de outubro.

Daniel Pereira (Solidariedade)


Situação: em 1° de abril, Daniel Pereira, de 57 anos, havia anunciado em suas redes sociais a intenção de ser pré-candidato ao governo de Rondônia. Natural do Paraná, Daniel chegou no estado em 1977, trabalhou como professor e hoje é advogado. De 2014 a abril de 2018 foi vice-governador de Confúcio Moura, e depois governador definitivo até 31 de dezembro daquele ano.

Lançamento: o partido Solidariedade vinha planejando lançá-lo ao Senado, no entanto deve manter o nome de Daniel para disputar o governo estadual.

Didas Cordeiro (PSTU)



Situação: radialista na capital Edvaldo Cordeiro Da Silva, conhecido como Didas Cordeiro, foi anunciado pré-candidato ao governo pelo Partido Socialista Dos Trabalhadores Unificado (PSTU). Dida tem 55 anos e é natural de Porto Velho. Ele tem o ensino médio completo.
Lançamento: sua pré-candidatura foi anunciada pelo partido, o PSTU, neste mês de julho.

Léo Moraes (Podemos)
Situação: atual deputado federal de Rondônia, Léo Moraes, de 38 anos, foi anunciado pelo Podemos como pré-candidato ao governo de Rondônia. Ele nasceu em Foz do Iguaçu (PR) e tem bacharel no curso de Direito. Também já atuou como empresário no estado de Rondônia.
Lançamento: sua pré-candidatura foi anunciada pelo partido, o Podemos, no mês de abril.

Marcos Rocha (União Brasil)
Situação: atual governador, Coronel Marcos Rocha, de 53 anos, é pré-candidato à reeleição em Rondônia. Ele nasceu no Rio de Janeiro (RJ) e é formado em análise de sistema de dados, administração de negócios, e pós-graduado em educação e técnicas de ensino.
Lançamento: sua pré-candidatura foi anunciada na internet pelo partido, o União Brasil, em março.

Marcos Rogério (PL)

Situação: atual senador de Rondônia, Marcos Rogério, de 44 anos, filiou-se ao Partido Liberal (PL) no início deste ano para disputar as eleições. Ele é natural de Ji-Paraná (RO), região central do estado, e tem bacharel em Direito e formação no curso de Jornalismo. Também tem mestrado em administração pública.
Lançamento: sua pré-candidatura foi lançada em evento feito em maio deste ano pelo PL.

Pimenta de Rondônia (PSOL)


Situação: Nascimento Antônio da Silva, conhecido como Pimenta de Rondônia, tem 57 anos e anunciou pré-candidatura pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSOL). Ele é natural de Cidade Gaúcha, município do interior do Paraná, e há mais de 25 anos trabalha como comerciante em Porto Velho. Em 2018 ele concorreu na eleição majoritária ao cargo de governador.
Lançamento: sua pré-candidatura foi lançada pelo partido em junho deste ano.
* Vinícius Miguel retirou a pré-candidatura ao governo de Rondônia nesta quinta-feira (21).

Por g1 RO

Postar um comentário

0 Comentários