Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

Após horas de negociação, polícia consegue libertar criança de 8 anos que era feita refém em casa pelo próprio pai em Ji-Paraná

 

No final da manhã de sexta-feira (05), a Polícia Militar registrou uma ocorrência de cárcere privado, onde um pai mantinha o filho de 08 anos rendido desde o dia anterior sob ameaça de um facão. O caso aconteceu no bairro Jardim Capelasso, no 2 ° Distrito de Ji-Paraná.


Já na sexta-feira, o Conselho Tutelar obteve a informação e acionou a Policia Militar que determinou uma Guarnição de Rádio Patrulha até a residência informada. A guarnição tentou contato com o pai da criança, mas ele não respondia, muito menos demostrava interesse em abrir a porta.


Os policiais então chamaram pela criança que respondeu e falou que estava tudo bem. Os policiais novamente tentaram contato com o pai da criança que insistiu em não responder.


O único contato que a polícia tinha com a criança e com o pai era através de alguns bilhetes com mensagens desconexas, que faziam menções a DEUS, família e filhos e que eram enviadas pela por baixo da porta.


Como a situação se encaminhava cada vez mais tensa foi solicitado um negociador da polícia. Após receber todas as informações sobre o caso, foi iniciado negociações com o pai da criança, que continuava a não responder aos Policiais.


A polícia então optou pelo contato com a criança que, orienta pelo pai, servia de elo na negociação. Após quase horas, o negociador solicitou que um chaveiro móvel fosse acionado para que, em algum momento da situação, pudesse realizar o trabalho da abertura da porta em uma possível invasão a residência.


Após a chega do profissional as negociações continuaram e, em dado momento, a criança não respondeu mais e acabou pedi do socorro.


Neste momento, o negociador determinou ao chaveiro que abrisse a porta da cozinha da residência e o negociador juntamente com mais quatro policiais do PATAMO adentraram a residência no intuito de salvar a criança.


Neste momento o pai da criança que, além do facão, também estava de posse de uma foice, tentou atacar os policiais que utilizaram uma arma de choque para conter o pai e preservar a integridade da criança e dos policiais.


Com isso, o pai foi rendido e a criança libertada.


Uma Unidade de Resgate do Corpo de Bombeiros compareceu ao local e realizou o socorro da criança e também do pai, que posteriormente, foi conduzido até a Unisp e apresentado a autoridade policial de plantão para as medidas cabíveis. A criança ficou sob os cuidados do Conselho Tutelar e posteriormente da avó materna.


Fonte: Plantão Central

Postar um comentário

0 Comentários