Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

Lula marca para o dia 6 a primeira reunião com todos os 37 ministros

 O presidente Lula marcou para sexta-feira (6) a primeira reunião com todos os 37 ministros.

Assim que Lula chegou, às 9h, a bandeira da Presidência da República, indicando a presença do presidente, foi hasteada. Foi o primeiro dia dele dando expediente completo no Palácio do Planalto.


No meio da manhã, Lula tirou uma horinha para ir com a primeira-dama, Janja Silva, e com o ministro-chefe da Casa Civil, Rui Costa, ao Palácio da Alvorada. A Polícia Federal já havia feito varredura com o grupo antibombas. O casal espera o fim de uma reforma rápida para se mudar para a residência oficial.


De volta ao Planalto, o presidente participou de reuniões no gabinete.

LLula decidiu convocar os 37 ministros para uma primeira reunião conjunta na próxima sexta-feira (6). Segundo o ministro da Casa Civil, Rui Costa, o presidente deverá alertar a todos sobre a necessidade e importância de uma unidade de discurso e de ação.


Nesta terça-feira (3), ao assumir o Ministério da Previdência, Carlos Lupi, do PDT, falou em discutir mudanças na reforma da Previdência feita no governo Bolsonaro. Nesta quarta, foi desautorizado por Rui Costa, que negou qualquer iniciativa do governo para mudar as regras de aposentadorias e pensões.

“Eu não tenho na pauta. Eu não tenho nenhum estudo sendo feito sobre reforma de Previdência ou revisão de reforma. Não está nem sendo pensado nisso, muito menos sendo analisado nenhum documento”, afirmou.

Lula também recebeu o senador Jean Paul Prates, do PT, seu indicado para assumir a Petrobras. Na saída, Prates disse que não haverá intervenção nos preços dos combustíveis e que o governo nunca falou sobre isso. Disse também que os preços devem se manter vinculados ao mercado internacional.


No Rio, a Petrobras anunciou, nesta quarta, a saída do atual presidente, Caio Mário Paes de Andrade. O diretor-executivo de Desenvolvimento de Produção, João Henrique Rittershaussen, assume o cargo interinamente até a eleição pelo conselho da Petrobras do novo presidente.


No fim do dia, o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, teve o primeiro despacho com o presidente; apresentou as primeiras medidas que deverá propor. Depois da reunião, se limitou a dizer que anúncios serão feitos depois.


“Só semana que vem, tá bom”, falou.

Na Bolsa de São Paulo, as ações mais negociadas da Petrobras subiram 3% e puxaram o Ibovespa, o principal índice. O dólar fechou estável.

Por redação

Fonte Jornal Nacional

Postar um comentário

0 Comentários