Últimas

6/recent/ticker-posts

Header Ads Widget

Alt da Imagem

Acusado de matar a ex-companheira que se recusou a dançar com ele em festa vai a júri popular em RO

 José Paula Goveia e Rayane Ferreira ficaram juntos por 12 anos e estavam separados há dois meses quando o crime aconteceu.


Vai a júri popular o homem acusado de matar a ex-companheira porque ela se recusou a dançar com ele em uma festa, em Alta Floresta do Oeste (RO). José Paula Goveia e Rayane Ferreira ficaram juntos por 12 anos e estavam separados há dois meses quando o crime aconteceu.

A investigação apontou que o suspeito não aceitava o fim do relacionamento. Depois da morte de Rayane, o g1 teve acesso a uma conversa entre ela e a mãe. A vítima desabafou, dizendo que o ex teria dito que "nunca iria deixar ela para outro".

O crime aconteceu em abril de 2022. Além de Rayane, outras três pessoas que estavam na festa foram baleadas. A mulher morreu no local e as outras vítimas foram socorridas até o hospital com ferimentos.

O suspeito foi preso no dia do crime enquanto tentava fugir, depois teve a prisão convertida em preventiva. A defesa pediu a revogação da prisão, mas o pedido foi negado pela Justiça e o réu aguarda o julgamento preso.

José Paula Goveia será levado a júri popular por feminicídio cometido por motivo torpe, mediante recurso que dificultou a defesa da vítima, em contexto de violência doméstica e familiar. Também há agravantes de uma conduta que resultou em perigo comum, já que haviam outras pessoas no local.

Ainda não há uma data estabelecida pelo julgamento.

Por Jaíne Quele Cruz, g1 RO

Postar um comentário

0 Comentários